sexta-feira, 12 de setembro de 2008

simetria e pecado, amor e brincar de amar

A simetria do eu e você produz a nostalgia de mil noites sem ti e mil dias sem tua voz,
e seu cheiro de flor virgem, cheira a pecado da cama e não é um pecadão, mas um pecadinho gostoso que me consome quando o céu é escuro e todos dormem.
Meu desejo é felicidade para você aonde estiveres e minha alegria é lembrar que você é você não importa com quem estejas e se te mudares é ilusão de quem tentou fazer de você o que você não é.

amor é faca de dois gumes a ferida dói, mas não mata, não há veneno apenas remédio para o tédio nosso de cada dia...

Um comentário:

Thuany. disse...

Lindo como sempre.

A minha paixão está passando. Estou me conformando com os fatos. Quando vc passa intender que a vida é feita da reação das ações, tudo torna mais claro, quando estas passam à serem refletidas.

que se viva o futuro e não o passado, não é mesmo?

bjsssss