segunda-feira, 8 de junho de 2009

O sensacionalismo continua

As famílias das vítimas do avião francês que caiu no oceano Atlântico tem toda a minha consideração e a minha compaixão, pois a dor da perda é incomensurável. No entanto o que a mídia faz com está notícia triste é mais trágico que a própria notícia.
Não entendo qual a graça de falar de um acidente de avião, como se fosse algo extraordinário, como se um avião não pudesse cair. Há muitos acidentes que acontecem todos os dias em nossas estradas e que não são contados, em alguns casos, não são um filho ou filha ou mãe, mas uma família inteira!
Me pergunto se uma fatalidade que poderia acontecer por diversos motivos merece uma repercussão no mínimo tendenciosa.
Não me importa saber quantos destroços foram encontrados, e muitos menos quantos corpos, se isso não for realmente de caráter público. Por que acredito que sobre os corpos interessa a essas famílias que padecem deste sofrimento e do qual lamentamos e gostaríamos se fosse possível de evitar. tal sofrimento não devia ser explorado pela mídia, como meio de atrair a atenção e com isso dinheiro. informar sim, usar uma notícia tão ruim como fonte de renda.. não!

Um comentário:

Cristiane disse...

Muito legal sua posição,concordo totalmente!