quinta-feira, 19 de julho de 2012

Roma: Uma descrição quase fiel da formação de um império

O seriado Roma exibido no canal HBO, de produção européia com o apoio da BBC é uma das melhores leituras feitas do período final da república romana. Recheada de personagens históricas importantes: Júlio César, Pompeu, Marco Antônio, Brutus, Cícero, Catão, Cipião, Otávio César, lépidos e Cleópatra. A trama constitui duas temporadas e duas histórias que se cruzam. A primeira temporada apresenta a disputa pelo poder entre Júlio César e o General Pompeu. A segunda temporada retrata a disputa entre Marco Antônio e Otávio César. A história da república romana é intercalada pela história de amizade entre dois legionários da 13° legião, veteranos da guerra contra a Gália, os soldados Titos Pullos e Lucius Vorenus, ambos se envolvem nas disputas políticas travadas pelos patrícios romanos, o que muda substancialmente suas vidas. Roma é um seriado rico em detalhes, desde o figurino as práticas culturais da sociedade romana. A piedade religiosa, os amores, e o casamento institucionalizado tudo é retratado com riqueza de detalhes históricos. Algumas considerações sobre a cultura Greco-romana Roma como foi dito descreve na medida do possível de modo detalhado o modo de viver dos romanos, Patrícios e plebeus. Sua maneira de se relacionar com a religião, política e família delineava os traços marcantes da constituição da cultura etrusca influenciada pela cultura grega. De todas as coisas retratadas em Roma, o casamento e as relações amorosas merecem grande destaque, pela riqueza de detalhes culturais de um modelo institucional da família que já não existem mais. A sociedade romana, assim como a maioria das sociedades antigas não permitiam que as mulheres tomassem parte das disputas políticas, mesmo entre as famílias nobres (patrícios). Os casamentos era um dos meios de conseguir alianças políticas e manter o poder coeso através dos laços de amizade estabelecidos pela união matrimonial. O casamento, portanto, era uma instituição que não privilegiava o amor, antes levava em conta a honra, a dignidade e as famílias dos noivos. Situação completamente inversa da nossa sociedade que ainda respira os ares do romantismo do século XVIII. Um dos momentos em que o casamento e o amor são tratados até certo ponto como situações contrárias ou inconciliáveis quando Lucius Vorenus discute com a sua esposa o casamento de sua filha mais velha. A sua filha pede que o noivo seja o homem que ela ama, um jovem pastor. Mas Vorenus rejeita o pedido da filha em conjunto com sua esposa, considerando que um casamento construído com o amor é estranho e luxurioso. O amor neste caso é tratado sempre com as nuanças do erotismo e sensualidade. Em outra circunstância quando Otávio César propõe a Marco Antônio um casamento para demonstrar publicamente os laços de amizade entre os dois, não lhe dá a mão de sua mãe que era sua amante e sim a mão de sua irmã Otávia, com o a mesma justificativa de Vorenus de que um casamento não pode ser selado entre amantes, mas deve ser baseado em outros valores dos quais a moderação (temperança), dignidade e honra são os pilares. Além do casamento, a serie retrata a relação entre amantes e o modo como a sociedade romana exprimia sua sexualidade livremente seja nos bórdeis da cidade, seja nas relações amorosas de várias naturezas, inclusive homosexuais. Que assim como na cultura grega estão entrelaçadas na cultura cotidiana. E claro para os amantes de história antiga, não poderia deixar de comentar como é retratado a política romana. Um senado e atuações impecáveis. Uma política baseada no discurso, onde a retórica tem papel importante para decidir os rumos do grande império romano. Marco Túlio Cícero, Catão, Cipião personagens caras a política e a filosofia romana. Os dois últimos tomados como exemplo de sábios para a filosofia Estóica e o primeiro foi decisivo para a derrota de Marco Antônio. A filosofia estóica é amplamente explorada no seriado. Cícero e o próprio Vorenus (que era estóico discípulo de Catão) muitas vezes mostram como o sábio deve ou não se portar. A morte de Cícero é perfeita para demonstrar a impassibilidade do sábio diante da morte. Roma é um seriado curto, infelizmente, mas recheado de informações detalhadas sobre um modelo cultural que ainda é basilar para a nossa sociedade e que abriu caminho para uma outra cultura que se fortaleceu com a queda do grande império no século IV d.c, a cultura cristã.

Nenhum comentário: