sábado, 19 de setembro de 2009

ser

ser amor não basta
ser desejo é auto dissipação
ser amizade nem sempre completa
ser nada é fim.. finis aeternum

ser calor se esfria
ser algo é imprecisão
ser determinado é totalitário demais...
ser livre é ser ventania de verão

ser poesia é ser loucura
ser filosofia é ser pensamento
ser conto é ser história que cambaleia entre a verdade e a mentira...
ser coração é ser vida entre o prazer e a dor

ser inteligência é buscar o mundo in totto
ser ignorância é fingimento de viver
ser céu é alegria
ser inferno é tristeza
ser paixão é ser cego com os olhos fincados em você..

3 comentários:

Kel disse...

Que lindo!!!

O mais bonito de uns tempos pra ca *-*

Samira disse...

Muito bonito! Além de poeta, você também é filósofo? Hehehehe... Até mais!

Tuany Assunção disse...

"ser paixão é ser cego com os olhos fincados em você.. "

gostei do texto, mas esse final foi avassalador.