domingo, 13 de setembro de 2009

shi (morte)

Tânathos é o deus grego da morte juiz sobre os vivos ordena as moiras que cortem o fio da vida.
Epicuro escreveu em sua carta sobre a felicidade que a morte é privação da vida e que portanto a morte é o cessar da dor e do sofrimento e que alma se desfaz por ser ela também matéria.
Eu não vejo a morte como um mal, nunca vi assim, mas seguindo o Bushidô encaro a morte como parte da vida, não me esqueço da compaixão pelos amigos e parentes que perdem entes queridos. compadecer não é ter pena, é sofrer junto de, este é o sentido exato que esta palavra carrega.
"morrer e viver é tão corriqueiro quanto comer uma tigela de arroz" assim ensina o bushidô. Não me esqueço da conversa entre Shaka e Deus:
Deus: "Por que choras Shaka?"
Shaka: "Passei esta manhã pelo ganges e vi muitos mortos"
Deus: "A morte não é o fim de tudo é apenas mais uma etapa para uma nova vida"

A morte em sua indiscrêpancia leva as pessoas que amamos, mas elas continuam vivas em nossos corações e enquanto houver boas lembranças, houver memória ela viverá junto de ti!
e quando a saudade bater lembre-se de olhar para si mesmo e verá que o ente querido estará olhando pra vc junto de Deus e sorrindo velará pela tua felicidade!

"Os mortos desejam a felicidade para aqueles que estão vivos" (keshin Himura)

Nenhum comentário: