segunda-feira, 14 de março de 2011

Um cão, um galo e a uma raposa

Um cão e um galo fizeram uma viagem juntos.
Ao cair da tarde, o galo se assentou no alto da árvore, o cão se aproximou do buraco que havia na raiz da árvore. O galo como de costume cantou a noite. Uma raposa ouvindo o seu canto correu para debaixo da árvore suplicando:
"Como eu gostaria de simplesmente poder abraçaro possuidor deste belo canto."
Dito isto o porteiro antes de acordar assentou-se sob raiz, deste modo, abriu, desceu e procurando aquela voz, o cão imediatamente saltou e o despedaçou.
O mito nos mostra que: Os homens sensatos que atacam os seus inimigos aos seus amigos vigorosos são enviados por engano.

(Fábula de Esopo)

Obs.: Peço muitas desculpas na tradução desta fábula, é um dos textos mais dificéis que traduzi até então, a sintaxe do texto me pareceu bem complexa e sintética. mas em todo o caso como uma glossa com opção de tradução e laboratório para o mesmo fica aí e claro quem conhece um pouco de grego e conhece a fábula pode dar sugestões são sempre bem vindas.

Nenhum comentário: