terça-feira, 7 de agosto de 2012

Outro Dom quixote

 E se eu te contasse o que eu sinto?
 E se eu te falasse do meu íntimo?
 O que mudaria?

 E teus olhos não podem ver quem eu sou no meu silêncio
 Então o som do que eu sou não poderá ser apreendido por você quando falar
 E nada mudaria...

 E se eu me arriscasse?
 E se eu lutasse pelo que sinto por você?
 Faria a diferença?

 De que adianta me arriscar por alguém que não entende o que eu sou e nem o que eu sinto.
 Lutar não é mais que transformar a minha frustração em dor e me ferir outra vez.
 E nada mudaria a não ser que a minha alma estaria ainda mais torturada pelas tuas lembranças.
 Brener Alexandre 07/08/2012

Nenhum comentário: