quinta-feira, 5 de junho de 2014

Coração- Livro

Abri o meu coração como se fosse um livro de poesia
Nele continha versos sobre tudo que eu sentia.
Abri o meu coração como se fosse um romance
A história lá contada é uma ficção excitante.
Abri o meu coração, mas você não sabe ler.
Desconhece as razões que um coração pode ter.

Abri o meu coração que recitava uma elegia.
Estava triste de saudade perdido em agonia.
Abri o meu coração que entoava uma lamentação.
Cada lágrima era gota de chuva a regar os jardins do meu coração.

Abri o meu coração como um livro para você
Mas você não quis ler porque teve medo de me compreender.
Abri o meu coração e queria que você aprendesse
A ler com o seu coração e não com os medos e a tua aflição.

Agora o meu coração fechado se encontra
Abrir-se-á apenas para as pessoas sinceras e corajosas.
O coração fechado está como um livro que ninguém lê.
Na estante do esquecimento, esquecido por você.

Abri o meu coração com as razões que ele tinha.

Mas você não me compreendeu e preferiu ficar sozinha.

Nenhum comentário: