sábado, 30 de julho de 2016

Coração transbordante

Do que o teu coração está cheio?
Sua boca o vai manifestar.
Se estiver cheio de medo,
Se tiver outros desejos,
Tua alma poderá falhar.

A boca só fala do que o coração está cheio.
A alma se manifesta nos olhos e nos lábios.
Nas lágrimas discretas e no choro mudo.
Na gargalhada fácil e no sorriso dado.

O que transborda do teu coração?
Egoísmo ou solidão?
O que transborda do teu coração?
Alegrias e emoção.
O que escondes no teu coração?

No meu coração transborda amor e amizade,
Tristeza e cumplicidade
Justiça e lealdade.
No meu coração transborda respeito
E muitos anseios presos no peito.

Meu coração transbordante que salta pela boca,
Pode ser visto através dos meus olhos.
Nas cicatrizes invisíveis do espírito,
No silêncio tagarela dos meus gestos.

E o teu coração transborda de que?
Da maledicência que envenena?
Do juízo apressado que condena?
És feito de solidão que apequena?

Ou teu coração transborda
De amor que acolhe,
Do olhar que não recrimina,
Da escuta que auxilia,
És amigo que não escolhe.
És coração transbordante de alegria.


Brener Alexandre 30/07/2016

Nenhum comentário: