quinta-feira, 17 de setembro de 2009

lumen

Um brilho ofusca os meu olhos...
ai, me doem as vistas! tropeço nas minhas pernas e caio

luz em excesso é o pecado da justiça
luz de menos não ofusca,obscurece a alma
Alma escura, ai que dor no peito!
alma clara que enfia os pés pelas mãos

lumen... luzeiro que sinaliza para o nada, palavra intraduzivel ou mal traduzida de tudo...

lumem me cega e me faz cair ou me deixa abandonado no escuro...

entre estrelas muitos brilhos sob o sol um grande luzeiro

e o nada me acompanha como cão de rua eu sou só menino brincando na praça
e rindo atoa...

Nenhum comentário: