sábado, 8 de maio de 2010

Falando com franqueza

Você nunca se importou de fato com oque eu senti ou sentia por você, por isso existe desprezo.
A verdade é que para você meus sentimentos não significam nada, são apenas a minha ilusão, minha mentira velada.
A verdade é que você é uma perfeita idiota, se preocupa com que lhe é próprio, e apenas consigo mesma, tem olhos apenas para você mesma, deseja apenas o que lhe convém e eu aqui me perguntando o por que disso?
Também me permitirei ser idiota, me preocupar comigo mesmo, com as minhas coisas, com o que me interessa, te expulsar do meu coração. Deixar minha mente livre da tua lembrança, para que o meu corpo não padeça, para que a minha mente sobreviva e para que ainda reste algo de mim no mundo.

Não preciso do seu abraço, ou do seu carinho, preciso apenas lembrar quem eu sou.
E adoçar minha boca com o sabor entorpecente do néctar para que eu possa dormir e sonhar com as estrelas, a lua cheia e com as evoluções dos planetas.
Porque também eu sou estrela, e erro como os astros sem sentido pelo universo.

A verdade é que você não me ama e nem sabe o que é o amor, não o conheceu vindo de mim e provavelmente não o conheceu vindo de outro.
você finge e engana, e ilude... é tão amaldiçoada pelo teu desejo sem sentido, pela tua hipocrisia que você se reduz a um pesadelo do qual eu só quero acordar.

Nenhum comentário: