sexta-feira, 8 de março de 2013

Rosas do meu Jardim II


Para as rosas do meu jardim todo o meu afeto e inclinação.
Para as rosas do meu jardim devoto a minha atenção.
Porque é graças ao teu perfume,
Aroma doce e suave que minhas manhãs e noites são mais agradáveis.
Porque é graças a suavidade transparente do seu carinho
que as minhas manhãs e noites tem sabor de pêssego fresco e maçã verde colhida no pé.

Para as rosas do meu jardim todo o meu afeto e inclinação.
As vezes elas não sabem o que sinto, outras vezes até sabem e fingem não saber.
Ah! Rosas perfumadas e delicadas que dão vida a minha vida não sabem o que sinto ao vê-las
Nem a alegria que sinto de desfrutar de vossa amizade!

Para as rosas do meu jardim todo o meu afeto e inclinação
Porque sem elas não haveria inspiração ao poeta cheio de amor.
Nem haveria palavras que nos ensinassem o que é delicadeza e ternura.

Para as rosas de minha vida, mulheres amigas, mães devotadas, namoradas amorosas.
Para as rosas de minha vida, mulheres especiais que dão beleza ao meu mundo.
E partilham no seu existir a harmonia do universo inteiro em gestos simples de carinho.
Rosas multicoloridas que alegram o jardim da minha vida se abrindo em beleza.
Para estas e todas as rosas de todos os jardins todo o meu afeto e inclinação e admiração,
Feliz és tu mulher e não apenas no dia 8 de Março, mas todos os dias.

Brener Alexandre Gonçalves 08/03/2013

Um comentário:

Lu disse...

Lindo, Brener! Obrigada!