terça-feira, 27 de maio de 2014

Dias de Outono

Outono é lembrança presa na memória.
Cada lembrança cai como folha no chão da minha história.
Os dias de outono sempre foram tranquilos
Ah, essa paz dos dias que anunciam o frio!

Cada folha que cai é uma gota da minha história.
Flui como um rio todas essas memórias.
Esse rio de folhas secas as vezes me arrancam sorrisos
Outras vezes é tristeza que trazem no mais íntimo do meu espírito.

E o vento de outono leva para longe as minhas memórias.
As folhas secas voam longe como voam as minhas histórias.
E estes versos tão singelos como a alma do poeta.
Tem a fraqueza do outono e a melancolia que o encerra.


Nenhum comentário: